Atualmente em nosso país, estima-se que esse mal atinge em média mais de 30% da população. Todo mundo já sofreu, ou conhece alguém que sofre, veja tudo sobre a Tudo sobre a Rinite Alérgica nesse post, falaremos mais sobre suas causas, fatores de risco e tratamento para esta causa.

Tudo sobre a Rinite Alérgica

Tudo sobre a Rinite Alérgica

O que é?

A rinite é que uma reação imunológica do corpo a algumas partículas inaladas que são consideradas “estranhas”. Essas substâncias são denominadas de alérgenos, e o nariz que é a porta de entrada para o ar e substâncias carregadas por ele, tem a função de filtrar as impurezas, além de umidificar e aquecer o ar que vai chegar aos pulmões, porém quando a pessoa é alérgica, ela tem uma reação exagerada à esses alérgenos.

Para tentar se defender dessas substâncias estranhas, o sistema imunológico reage de uma forma intensa. E se por um acaso essa pessoa também já tiver uma predisposição para asma, pode ocorrer a crise de asma, com falta-de-ar e cansaço.

Já se sabe que quando os pais tem rinite , há 50% de chances de que os filhos também tenham a rinite.

Suas Causas

Há várias substâncias presentes no meio ambiente que podem ser alergênicas, porém algumas das principais são:

  • A poeira: a poeira doméstica é considerada a principal causa de rinite, pelo fato de conter restos de pelos de animais, descamação da pele humana e de restos de insetos, bactérias, fungos e ácaros.
  • Alguns alimentos: é menos frequente e normalmente também ocorre outros sintomas além da rinite, como na pele e no sistema gastrointestinal. Muitos alimentos podem causar uma reação alérgica, porém os mais implicados são o leite de vaca, ovo, amendoim, soja, trigo, peixe e crustáceos.

Fatores de risco

Pessoas que apresentam outras doenças alérgicas, como asma, eczema (dermatite) e a conjuntivite alérgica, carregam um maior risco para rinite de origem alérgica. Outros fatores que podemos citar também são:

  • Possuir familiares com histórico de alergias
  • Frequentar locais mal ensolarados e mal ventilados e cheio de poeira.
  • Poluição do ar.

Sintomas

Os sintomas da rinite alérgica podem surgir logo após entrar em contato com o alérgeno. Os principais sintomas da crise de rinite alérgica são:

  • Irritação no nariz, na boca, nos ouvidos, nos olhos, na garganta, na pele ou em qualquer outra região
  • Problemas com odores
  • Coriza
  • Espirros e um em seguida do outro
  • Lacrimejamento dos olhos.

Alguns sintomas da rinite alérgica que se apresentam ao longo de horas:

  • Congestão nasal
  • Diminuição da audição e diminuição do olfatoDor de garganta
  • Olheiras
  • Olhos inchados
  • Fadiga e até mesmo irritabilidade
  • Cefaléia

Tratamento

O tratamento das pessoas que sofrem de rinite alérgica é composto por três pilares principais: higiene ambiental, medicamentos e imunoterapia.

Higiene ambiental

A forma mais simples de se prevenir de crises de rinite alérgica é evitando o contato com a substância que desencadeia os sintomas, que geralmente são carpetes, cortinas, tapetes e bichos de pelúcia podem armazenar poeira e ácaros, e não devem fazer parte do quarto.

Os ambientes da casa devem estar sempre bem ventilados, ensolarados e limpos.

Medicamentos

Anti-histamínicos (antialérgicos), descongestionantes nasais e corticosteróides são medicamentos usados para tratar uma crise rinite alérgica.

Imunoterapia

Vacinas antialérgicas também são uma opção para casos em que não houve melhora com as medicações e uma alternativa para casos em que não se pode evitar contato com o alérgeno. Ela está indicada se o teste cutâneo ou sanguíneo comprovar o alérgeno. Nesse tratamento, são aplicadas em injeções ou gotas sublinguais com quantidades controladas da substância para que o organismo deixe de ser hiperreativo a ela. O objetivo é que, no passar do tempo, as crises se reduzam e a pessoa consiga até suspender as medicações.

entre em contato agora mesmo e entende mais sobre planos de saúde em Mogi.

Tudo sobre a Rinite Alérgica